Apresentada primeira etapa do Estudo Socioambiental de Joaçaba

Na tarde da última sexta-feira (03), aconteceu na prefeitura de Joaçaba uma reunião para apresentação da primeira etapa do Estudo Socioambiental do reunião_jba_03.02.17município.  Estiveram presentes, o prefeito de Joçaba, Dioclésio Ragnini, a equipe da Administração Municipal, os membros do comitê executivo, os membros do comitê consultivo, a Promotoria de Justiça Estadual e os engenheiros da empresa Alto Uruguai, responsável pela elaboração do estudo.

Os engenheiros ambientais da empresa Alto Uruguai, Maycon Pedott e Marcos Borsatti, apresentaram a primeira etapa do Diagnóstico Socioambiental do Perímetro Urbano e Distritos Nova Petrópolis e Santa Helena. Através de mapas, exibiram definições e informações que foram coletadas a campo, sobre reconhecimento das nascentes, sondagens de solo, levantamento de meio biótico, dentre outras.

Segundo a promotora de justiça, Márcia Bittencourt, o objetivo do estudo é determinar a área urbana consolidada do município. “O objetivo é definir quais são as Áreas de Preservação Permanente – APPs, avaliar o critério ambiental e os riscos e definir um diagnóstico”, explicou Dra. Márcia.

Para o prefeito Dioclésio Ragnini, o estudo socioambiental é um estudo complexo e essencial para o desenvolvimento socioambiental e econômico do município. “O estudo socioambiental é uma ferramenta muito importante para as devidas regularizações. Nosso objetivo é trabalhar dentro da lei e com esse estudo ficará claro quais são as áreas que precisam ser preservadas e que necessitam de mais cuidado para ocupação.

Ainda restam seis etapas para a conclusão do Diagnóstico Socioambiental de Joaçaba. O prazo de conclusão é 18 meses, mas, a empresa Alto Uruguai pretende concluir em no máximo 12 meses.

Fonte: Assessoria de Imprensa do município de Joaçaba/SC

ALTO URUGUAI inicia a caracterização do município de Joaçaba para elaboração do Diagnóstico Socioambiental

img_1264No dia 25/10/2016 a equipe técnica da empresa Alto Uruguai Engenharia e Planejamento de Cidades, responsável pela elaboração do Diagnóstico Socioambiental do município de Joaçaba/SC, esteve nos distritos de Santa Helena e Nova Petrópolis, realizando visitas técnicas, objetivando a aquisição de dados para confecção das duas primeiras etapas do trabalho. As visitas, serviram para caracterizar os cursos d’água e nascentes existentes, assim como classificar o uso e ocupação das Áreas de Preservação Permanente – APP e identificação das possíveis áreas de risco. img_1137A próxima fase é a realização desta caracterização no perímetro urbano do município de Joaçaba/SC.

A próxima fase é a realização deste mesmo trabalho no perímetro urbano do município de Joaçaba/SC, onde se buscará a caracterização das nascentes existentes e também do Rio do Peixe, Rio do Tigre e afluentes.

ALTO URUGUAI inicia a elaboração do PLANMOB de Cajati/SP

20160721_143448A equipe técnica da ALTO URUGUAI, esteve no município de Cajati/SP, realizando a primeira reunião de trabalho com a equipe técnica municipal. O objetivo da reunião foi a apresentação do Planejamento Executivo; Apresentação da Equipe técnica municipal e estabelecimento de responsabilidades internas para troca de informações com a equipe de ALTO URUGUAI; Definição de um cronograma para execução dos trabalhos;  Apresentação da metodologia para o desenvolvimento das Etapas do PLANMOB.

A equipe da ALTO URUGUAI também já iniciou a coleta de informações existentes nas secretarias municipais.

A Lei Federal 12 578/2012 institui a Política Nacional de Mobilidade Urbana, estabelecendo princípio e objetivos para a desenvolvimento do Plano Diretor de Mobilidade Urbana. Entre outras, são abordadas questões ligadas aos deslocamentos nas cidades, como a acessibilidade universal, o incentivo a utilização do transporte público não motorizado e preservação do meio ambiente natural com o controle da emissão de poluentes.

20160721_125542 20160721_123927

ALTO URUGUAI inicia a elaboração do Plano de Mobilidade Urbana do Município de Timóteo/MG

20160712_154800A equipe técnica da ALTO URUGUAI, esteve no município de Timóteo/MG, realizando a primeira reunião de trabalho com a equipe técnica municipal.

O objetivo da reunião foi a apresentação do Planejamento Executivo; Apresentação da Equipe técnica municipal e estabelecimento de responsabilidades internas para troca de informações com a equipe de ALTO URUGUAI; Definição de um cronograma para execução dos trabalhos;  Apresentação da metodologia para o desenvolvimento das Etapas do PLANMOB;

A equipe da ALTO URUGUAI iniciou também a coleta de informações já existentes nas secretarias municipais.

A Lei Federal 12 578/2012 institui a Política Nacional de Mobilidade Urbana, estabelecendo princípio e objetivos para a desenvolvimento do Plano Diretor de Mobilidade Urbana. Entre outras, são abordadas questões ligadas aos deslocamentos nas cidades, como a acessibilidade universal, o incentivo a utilização do transporte público não motorizado e preservação do meio ambiente natural com o controle da emissão de poluentes.

20160712_171835 20160712_172732

ALTO URUGUAI irá elaborar o PMSB de Cacoal/RO

assinatura prdem cacoalA ALTO URUGUAI irá planejar a universalização dos serviços de saneamento básico para Cacoal/RO para os próximos 20 anos.

A assinatura da Ordem de Serviço de execução do Plano Municipal de Saneamento Básico, ocorreu no dia 25 de julho, na seda da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMMA), órgão responsável pelo acompanhamento e fiscalização dos serviço.

O plano visa a criação de mecanismos de gestão pública da infraestrutura do Município, relacionadas às áreas que envolvem o Saneamento Básico, entre eles, o abastecimento de água potável e sistema de esgoto da cidade e atende as Leis Federais nº 11.445/2007 e nº 12.305/2010, que obrigam todos os municípios brasileiros a elaborarem seus planos de saneamento básico.

De acordo com o Secretário Municipal de Meio Ambiente “As Leis servem como diretrizes para a prestação dos serviços públicos de limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos: o planejamento, a regulação e fiscalização, a prestação de serviços com regras, a exigência de contratos precedidos de estudo de viabilidade técnica e financeira, definição de regulamento por lei, definição de entidade de regulação, e controle social assegurado Inclui como princípios a universalidade e integralidade na prestação dos serviços, além da interação com outras áreas como recursos hídricos, saúde, meio ambiente e desenvolvimento urbano”.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação
Prefeitura de Cacoal

ALTO URUGUAI finaliza importante etapa para o Estudo Socioambiental de Itapiranga/SC

20160610_103656No mês de junho, a empresa ALTO URUGUAI, esteve presente no município de Itapiranga/SC, realizando levantamento de dados para o Diagnóstico Socioambiental da área de APP do Rio Uruguai.

Na oportunidade foram realizadas trinta sondagens de solo, com o objetivo de conhecer o perfil geológico e também o nível freático. Em todas as perfurações foram realizadas coletas de amostras de solo para análise, possibilitando assim a caracterização do solo existente no município e também identificando indícios de possíveis contaminações.

Também foram coletadas cinco amostras de água em diferentes pontos do Rio Uruguai. As análises das amostragens serão realizadas em conformidade com o CONAMA 357, que dispõe sobre a classificação dos corpos de água e diretrizes ambientais para o seu enquadramento.

Além das sondagens e análises de água e solo, foi realizado o Levantamento Aerofotogramétrico do município, visando obtenção de dados topográficos por meio de fotografias aéreas. Com a Aerofotogrametria será possível a interpretação e identificação da forma de ocupação de cada lote dentro da APP do Rio Uruguai, além da criação do Modelo Digital de Terreno (MDT) e Modelo Digital de Superfície (MDS), entre outros dados.

Fechando a semana, a empresa ALTO URUGUAI, realizou reuniões setoriais com o setor de engenharia do município, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros, visando buscar informações sobre eventos climáticos e áreas consideradas de risco.

 

20160609_103240 20160609_105146

ALTO URUGUAI assina Ordem de Serviço para realização do Estudo Socioambiental de Joaçaba/SC

1453894Na manhã desta segunda-feira (13), no Centro Empresarial da Acioc de Joaçaba/SC, se reuniram autoridades e empresários para a assinatura e entrega da ordem de serviço do estudo socioambiental de Joaçaba. Na ocasião, a empresa Alto Uruguai Engenharia e Planejamento de Cidades foi autorizada a iniciar os trabalhos.

O estudo é essencial para o desenvolvimento da cidade porque implica no processo de emissão de alvarás para construção ou reforma próxima a rios e córregos na área urbana do município.  “O que é um problema hoje, amanhã será uma solução. Saímos na frente com a contratação deste estudo, pois são poucos municípios do estado que estão trabalhando nisso. É um estudo complexo e contamos com o apoio do empresariado para que o resultado esteja a contento de todos”, afirmou o vice-prefeito, Marcos Weiss.

Ainda segundo a presidente da Acioc, Tânia Nodari, a contratação do estudo é uma reivindicação dos empresários do município. “A Acioc está à disposição para o que for necessário, uma vez que este estudo é um grande passo para o desenvolvimento de Joaçaba”, afirma.

A ALTO URUGUAI terá 18 meses para entregar o diagnóstico, que compreende sete etapas. Entre elas estão a identificação das áreas com risco de inundações e deslizamentos, além de possíveis danos à ecologia e apontar propostas de recuperação de áreas degradadas.

Legislação atual                                     

Cumprindo o que prevê a lei e seguindo uma recomendação do Ministério Público de Santa Catarina, a Prefeitura de Joaçaba só pode autorizar novas edificações em terrenos que ficam a mais de 100 metros das margens do Rio do Peixe e a mais 30 metros do Rio do Tigre e de qualquer outro curso d’água, pois são considerados áreas de preservação permanente.

No entanto, o Código Florestal possibilita que os municípios flexibilizem a delimitação dessas áreas urbanas consolidadas diminuindo as distâncias das margens dos rios a partir de um diagnóstico que identifique os locais que poderão ser regularizados e ocupados sem acarretar danos socioambientais.

 

Fonte: www.joacaba.sc.gov.br

20160613_083020

ALTO URUGUAI apresenta etapas do estudo ambiental para regularização fundiária em Itapiranga

1413424Está transcorrendo no município o estudo ambiental para apresentação do projeto de regularização fundiária na Área de Preservação Permanente (APP) do rio Uruguai, em Itapiranga. Em virtude do bloqueio de novas construções nesta faixa, a administração contratou por meio de processo licitatório a empresa Alto Uruguai Engenharia e Planejamento de Cidades, de Concórdia, para elaboração do estudo ambiental na área urbana consolidada. A apresentação da empresa e das etapas que serão observadas no decorrer do estudo aconteceu na noite desta segunda-feira, 2, em reunião pública no auditório da Câmara Municipal de Vereadores.

Conforme o engenheiro ambiental da Alto Uruguai, Marcos Roberto Borsatti, dentro do prazo de seis meses será feito um estudo bastante criterioso para apresentação do projeto baseado no Termo de Referência da FATMA. Destaca que a empresa buscará durante o estudo identificar às áreas com APP’s respeitadas, áreas urbanas consolidadas conforme legislação retroativa, áreas de risco, obras de utilidade pública, de interesse social ou de baixo impacto ambiental e medidas compensatórias. O engenheiro explica que a elaboração do projeto de regularização fundiária consiste na pesquisa e compilação dos dados primários e secundários, aerofotogrametria e mapeamento da área, cadastramento imobiliário e diagnóstico socioambiental. Afirma que quando forem concluídas todas as etapas do estudo, a empresa vai elaborar uma planta, memorial descritivo e diagnóstico socioambiental da faixa analisada, que serão remetidos à FATMA e ao Ministério Público Federal para análise.

Fonte: Prefeitura de Itapiranga/SC

ALTO URUGUAI assina ordem de serviço para estudo ambiental na área de APP

1406352Foi concluída mais uma etapa do processo para realização da estudo ambiental para regularização fundiária na Área de Preservação Permanente (APP), em Itapiranga. Na manhã desta segunda-feira, 25, no gabinete do Executivo municipal, ocorreu a assinatura da ordem de serviço com a empresa que venceu o processo licitatório. Com recursos próprios, o estudo será baseado no Termo de Referência da FATMA. O processo para contratação da empresa teve início no mês de fevereiro deste ano, com o lançamento do processo de licitação. Em março, aconteceu a análise da documentação das empresas participantes, sendo que cinco foram habilitadas. Em abril, após o cumprimento dos prazos legais para recursos, a administração abriu os envelopes com as propostas.

1406348
O prefeito Milton Simon destaca que com o estudo ambiental na área urbana consolidada, a administração estará executando mais uma fase importante para apresentação do documento ao Ministério Público Federal. Conforme o prefeito, diversos empreendimentos foram inviabilizados em Itapiranga, em virtude de que há mais de cinco anos esta situação prejudica e reflete diretamente na paralisação do desenvolvimento e crescimento urbano do município. Simon afirma que a empresa estará empenhada e comprometida para realizar o estudo de acordo com os dados presentes no Termo de Referência elaborado pela FATMA. A empresa estima começar o trabalho no dia 2 de maio, observando o prazo de seis meses para conclusão do estudo. De acordo com o prefeito, os profissionais da equipe técnica do departamento de Engenharia da prefeitura também vão acompanhar todas as fases de realização e elaboração do estudo ambiental.

Fonte: Prefeitura de Itapiranga/SC

Versão Preliminar do PMGIRS de Teresópolis/RJ é apresentado em Audiência Pública

20160419_215708Dando continuidade à elaboração do Plano Municipal de gestão Integrada de Resíduos Sólidos de Teresópolis, foi realizada nesta terça, 19, audiência pública para apresentação e apreciação da versão preliminar do PMGIRS. O encontro aconteceu no Teatro Municipal e contou com a presença do secretário de Meio Ambiente, José Carlos Simonini, de ambientalistas, catadores e representante da equipe técnica da Prefeitura e do Inea.

“Todo o plano foi construído com base na análise da população e o resultado deste posicionamento é que vai nos garantir solucionar os problemas relacionados ao lixo, através das propostas apresentadas dentro do Plano”, disse Simonini.

Os engenheiros ambientais Marcos Borsatti e Maycon Pedott, da empresa Alto Uruguai Engenharia e Planejamento de Cidades, contratada pelo município através de licitação para a produção do Plano, fizeram naus uma vez a apresentação de todas as propostas levantadas para melhoras o sistema de manejo dos resíduos sólidos e limpeza urbana.

A elaboração do PMGIRS é dividida em sete fases: legislação preliminar, caracterização do município, diagnóstico, prognóstico, versão preliminar, versão final e relatório síntese.

Texto: Gisele Barreto

ALTO URUGUAI entrega estudos e projetos para o município de Arabutã/SC

A ALTO URUGUAI entregou no inicio do mês de março, estudos e projetos para o município de Arabutã/SC, objetivando a regularização de 04(quatro) cemitérios que se encontram em funcionamento no município. Os cemitérios em estudos foram:

  • Cemitério Central (ativo);
  • Cemitério de Linha Pelotas;
  • Cemitério de Nova Estrela;
  • Cemitério Evangélico de Lajeado Quirino.

Toda a documentação foi  protocolada na Fundação de Meio Ambiente do Estado de Santa Catarina – FATMA, visando a emissão da Licença Ambiental de Operação Corretiva.

Os estudos e projetos fazem parte do contrato assinado entre empresa e município para regularização dos 11 (onze) cemitérios existentes dentro do território municipal.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa AU

 

AUDIÊNCIA PÚBLICA do PMGIRS de Teresópolis/RJ acontecerá no próximo dia 30 de março de 2016

AUDIENCIA_30.03.2016A Prefeitura do município de Teresópolis/RJ, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, em atendimento às disposições constantes na Lei Federal no 12.305, de 05 de agosto de 2010, que “Institui as diretrizes da Política Nacional de Resíduos Sólidos”, convoca AUDIÊNCIA PÚBLICA para apresentação e apreciação da Versão Preliminar (Produto IV) do Plano Municipal Gestão Integrada de Resíduos Sólidos – PMGIRS do município de Teresópolis.

A Audiência Pública será realizada no dia 30 de Março de 2016, no Teatro Municipal, localizado no 1º piso da Prefeitura Municipal situada na Avenida Feliciano Sodré, no 675,Centro, no município de Teresópolis/RJ, com início previsto para as 18, (dezoito) horas em primeira chamada ou em segunda chamada 20 minutos após.

O documento Versão Preliminar do PMGIRS, encontra-se à disposição dos interessados para consulta pública, no endereço eletrônico www.altouruguai.eng.br ou na sede da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, situada na Avenida Lúcio Meira, 375, Centro, no município Teresópolis/RJ.

Teresópolis, 10 de março de 2016.

 

Fonte: Diário Oficial de Teresópolis/RJ

ALTO URUGUAI inicia trabalho de consultoria para finalização da Revisão do Plano Diretor do município de Piracicaba/SP

Foi iniciada na última segunda feira (dia 30/11) o trabalho de consultoria para finalização da revisão do Plano Diretor do Município de Piracicaba/SP.

Estiveram reunidas a equipe técnica da empresa Alto Uruguai e a equipe do IPPLAP – Instituto de Pesquisas e Planejamento de Piracicaba para discutir o Plano de Trabalho e estabelecer diretrizes para o trabalho.

A revisão do Plano Diretor de Piracicaba tem por base o Estatuto da Cidade – Lei Federal 10.257/2010, as publicações dos CADUS – Cadernos de Estudos e projetos para o Desenvolvimento Sustentável de Piracicaba e Aglomeração urbana, além de contar com forte participação popular para o estabelecimento das diretrizes.

 

Fonte: Assessoria de imprensa AU

Sapiranga recebe Oficinas Comunitárias do Plano de Mobilidade Urbana

Logo - PlanMob SapirangaNesta terça-feira, 29 de setembro, e quarta-feira, 30 de setembro, ocorrem as Oficinas Comunitárias de Elaboração do Plano de Mobilidade Urbana, dando sequência aos trabalhos do PlanMob de Sapiranga, que busca traçar novos caminhos para o crescimento inteligente do município na área de mobilidade urbana. Os encontros coordenados pela equipe da empresa Alto Uruguai, responsável pelo PlanMob, ocorrem nos dois dias a partir das 18h30, no Auditório Jacobina Maurer, terceiro andar do prédio da Secretaria Municipal de Educação (Smed), na Rua Padre Reus, 263, Centro de Sapiranga, junto à Prefeitura Municipal.
As oficinas envolverão capacitação inicial e dinâmicas grupais sobre mobilidade urbana. Serão 30 minutos iniciais de explicação sobre o que é a mobilidade urbana, o que é o plano de mobilidade e como os participantes poderão contribuir para sua formação.
A empresa Alto Uruguai também se reunirá com grupos de secretarias da Administração Municipal para discussão de tópicos do PlanMob.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Município de Sapiranga

 

ALTO URUGUAI entrega 28 Planos Diretores Participativos aos Municípios de Mato Grosso do Sul

 

“Entrega do PDP para o Município de Nova Alvorada do Sul – na foto: Maycon Pedott e Marcos Borsatti, Sócios Diretores da empresa Alto Uruguai, Srº Juvenal Neto, Prefeito de Nova Alvorada do Sul e Presidente da Assomasul, Coordenadora Municipal do PDP, Jane Maria Barrios e Exmo. Srº Reinaldo Azambuja, Governador do Estado de Mato Grosso do Sul” Foto: Edson Ribeiro

É com grande satisfação que a empresa Alto Uruguai – Engenharia & Gestão de Cidades entregou nesta segunda-feira (31/08) na Plenária da Governadoria do Estado de Mato Grosso do Sul em Campo Grande, os Planos Diretores Participativos – PDPs para 28 municípios.

O Plano Diretor Participativo é um instrumento da política urbana instituído pela Constituição Federal de 1988, que o define como “instrumento básico da política de desenvolvimento e de expansão urbana.”, e é regulamentado pela Lei Federal n.º10.257/01, mais conhecida como Estatuto da Cidade. O PDP tem como objetivo orientar as ações do poder público visando compatibilizar os interesses coletivos e garantir de forma mais justa os benefícios da urbanização, garantir os princípios da reforma urbana, direito à cidade e à cidadania, gestão democrática da cidade. O evento contou com a presença do Governador Reinaldo Azambuja, Deputados Estaduais, Deputados Federais, Secretários, Prefeitos e representantes das Coordenações Municipais do PDP.

É a Alto Uruguai participando do desenvolvimento do Estado de Mato Grosso do Sul.

Fonte: Assessoria de Imprensa AU

Alto Uruguai inicia o levantamento de dados nos municípios de Pequeri, Tabuleiro e Tocantins/MG

pmgirsA consultoria Alto Uruguai, começou no dia 04 de agosto, o levantamento de dados para elaboração dos Planos Municipais de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos dos Municípios de Pequeri, Tabuleiro e Tocantins/MG.

Os levantamentos estão sendo coordenados pelo Engenheiro Ambiental da consultoria, Marcos Roberto Borsatti, acompanhado pela Engenheira Civil dos municípios, Elaine Marangon e técnicos que compõe o Comitê Diretor Local.

Os levantamentos servirão para conhecimento da situação atual da gestão dos resíduos sólidos no município, com isso é possível identificar as principais deficiências para posteriormente propor as melhores soluções.

São colhidas informações dos diversos setores do município, assim como, os diferentes tipos de resíduos gerados, sempre considerando as 05 fases para a sua gestão, sendo elas, Geração, Acondicionamento, Coleta, Transporte e Destinação Final.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa AU.

ALTO URUGUAI inicia elaboração do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos – PMGIRS no Município de Teresópolis/RJ

Iniciou, na última semana os trabalhos para elaboração do PMGIRS no município de Teresópolis/RJ.

Na primeira reunião realizada no município a ALTO URUGUAI, apresentou para os técnicos do município a metodologia para elaboração dos trabalhos, assim como a importância e necessidade de formação do Comitê Executivo e Grupo de Sustentação para acompanhamento dos serviços.

A próxima reunião está marcada para o dia 23/06 no teatro Municipal, o objetivo é realizar o primeiro encontro de trabalho com o Comitê Executivo, Grupo de Sustentação e sociedade civil, apresentar o plano de trabalho e também destacar a importância da colaboração de todos.

O prazo para execução dos serviços são de 10 meses, através de recursos da união, repassados pela Caixa Econômica Federal para a AGEVAP.